Redenção.

Os teus olhos vagam e os meus anseiam
por qualquer pouquinho de você.
Não arrisco nenhuma palpite, espero
que os teus olhos encontrem os meus "sem querer".
Tua boca, em silêncio, me convida
a fazer parte do teu paladar.
Não arrisco nenhum palpite, ainda
que os teus olhos encontrem o meu olhar.
Ah, se encontrar...
Eu direi a toda estrela, eu conversarei com o mar...
Juro me render... Ao que finjo na sonhar,
meu bem, me rendo à você.

2 comentários:

luciana disse...

TENSO!

Marcelle Sales disse...

Bela composição. Seria uma bela musica *-*

Postar um comentário